MARIA, FIGURA CENTRAL DO ADVENTO

A luz da quarta vela do Advento indica que o Menino,Salvador do mundo está chegando.

Francisca Freire da Costa
publicado em 22/12/2019 10:24

MARIA, CENTRO DO ADVENTO

A luz da quarta vela do Advento indica que o Menino,Salvador do mundo está chegando.

Neste Quarto Domingo do Advento, enfatizamos a presença de Maria, a mais santa e digna das grávidas. Na verdade, Maria é a figura central de todo o Advento. E, finalizando esse tempo de espera, pois já estamos pertinho do nascimento Daquele cuja expectativa nos enche de esperança, voltamos o nosso olhar e contemplamos Maria, grávida e pronta para dar à luz um Filho, que a tornará a mais importante de todas para a humanidade como mãe do Salvador e nossa mãe.

Maria, virgem de Nazaré, moça recatada e prometida a José, rapaz trabalhador, justo e fiel, descendente de Davi, foi a escolhida por Deus para abrigar em seu ventre Aquele que seria Ele próprio em forma humana. O fato de saber Maria grávida deixou o moço José atordoado. Também naquela época, assim como hoje, os falatórios acerca da vida alheia rendiam muitas conversas e julgamentos. Mas aí aconteceu algo maravilhoso, um anjo veio e explicou a José que Maria estava guardando em seu ventre o Emanuel, Deus-conosco, concebido na sua futura esposa pelo Espírito Santo. José, diferentemente do que ocorre nos dias atuais, o feminicídio, acolheu e entendeu a palavra do anjo do Senhor que veio dar-lhe segurança e luz sobre a sua missão a partir daquele momento, pois ele “seria o pai “legal” do filho de Maria”, o pai adotivo do Salvador do mundo. Mas Deus precisou de mais um SIM de José: inserir aquela Criança na descendência de Davi e receber um nome. O que foi feito! E então não restou mais dúvida porque toda ela foi vencida pela obediência da fé.

Não é aleatoriamente que a figura de Maria é posta em evidência, neste último Domingo do Advento, como símbolo de relevante grandeza, como sempre acontece, quando nos reunimos em volta da “Palavra e do Pão e Vinho Consagrados: o Verbo se faz carne e habita entre nós. No seio da Igreja é gerado o Cristo, como verdadeiro dom de Deus para que todos tenham vida e a tenham em abundância (João 10,10)”.

Temos ciência de que não foi por seus méritos pessoais que Maria tornou-se a “Glória de Sião, a Alegria de Israel, a Flor da Humanidade”. Maria é digna de ser chamada “Toda Bela” em decorrência da sua efetiva e singular participação na vontade salvadora de Deus. Os méritos de Maria de Nazaré são provenientes da “Palavra que guarda em seu seio e por isso se torna modelo de santidade”.

Muitos de nós, com muita fé e carinho, somos devotos de Maria, por isso carecemos saber que é o Tempo do Advento que insere Maria mais diretamente na celebração do Mistério Pascal.

Fechamos estes escritos lembrando que, hoje, ao acendermos a quarta vela da Coroa do Advento, a luz plenificar-se-á, indicando que Jesus logo chegará trazendo Consigo a claridade infinita que preencherá nosso coração e o mundo.


É necessário fazer o login para postar comentários.